domingo, 11 de novembro de 2012

Desabafo Otaku

Oi gente, como vão?

Hoje vim falar de algo que tem me incomodado e tenho certeza, incomodado muitos outros "otakus".

Otaku no Brasil é definição para uma pessoa que gosta da cultura pop japonesa. Otaku no Japão é uma pessoa que é fanática por algo.



Ultimamente no Brasil, o número de otakus tem aumentado constantemente, sempre que você vai comprar mangá ou está comentando de algum anime da semana, tem uma pessoa que surge do nada e te pergunta algo do tipo "olha, vc gosta de tal anime?". Eu não sei vocês, mas eu sempre gostei de animes mesmo sem entender muita coisa sobre, aliás, quem não? Comecei a frequentar eventos de anime se não me engano em 2006/2007 e pensava que todo mundo ali era o máximo (e eram... ERAM), otakus eram unidos e pensavam parecido, não era algo cada um por si, era um sempre do lado do outro, todos concordavam com o "otaku básico" daquela época e era assim, costumávamos fazer muitas coisas juntos e nos divertíamos fazendo enquanto falávamos sobre animes e outras coisas.

De um tempo para cá a única coisa que vejo é desunião e desordem, o caso mais recente foi o do Crunchyroll, um serviço que chegou ao Brasil que transmite legendado e quase simultaneamente (com uma hora de diferença) o episódio que acabou de passar no Japão por APENAS R$9,99 por mês, o melhor de tudo isso é que é tudo legalizado, você ajuda quem faz seus animes e assiste eles legalmente por pouco dinheiro e com pouco tempo de diferença, pena que você só não tem como armazenar o episódio já que é tudo transmitido online.

Essa notícia já é um tanto "antiga", mas ainda esta dando o que falar, o mais engraçado disso, é que só mostrou cada vez mais o tipo de pessoas quem tem virado "otaku" nesses últimos anos, pessoas que não trabalham para comprar suas coisas originais e preferem gastar R$10,00 em um DVD pirata em um evento a comprar algo legalizado. Quando comecei a comprar mangás, ouvi de algumas poucas pessoas "comprar pra que se você pode ler de graça na net? Para com isso blábláblá" e sinceramente, ouvir essas palavras de um dito otaku me faz querer dar um tapa na cara e mandar virar gente, o problema mesmo é que um grupo de otakus se acomodou tanto com essa vida de tudo vir de graça, que quando vem algo legal eles simplesmente querem boicotar e falar que "a regra da internet é tudo de graça".

Isso foi na metade de 2011, agora tem MUUUUITO mais.
Sinceramente, sinto vergonha dessa nova molecada que decidiu que ser otaku é legal e simplesmente vivem de uma forma ridícula fazendo as pessoas decentes sentirem vergonha de se denominarem otakus, muitos amigos meus já pararam de se chamar assim por culpa de pirralhada que tem preconceito contra o próprio otaku, gente que fica descriminando quem chama anime de desenho (sendo que é a mesma coisa...), gente que fica tão fechado num pensamento, que esquece que nem ela conhece tudo. Eu não tenho um pingo de vontade de conhecer essa galera nova que pensa assim, quero distancia pois por culpa deles, otaku virou motivo de piada DE VERDADE, sem nem direito a poder se defender já que é o que eles tem demonstrado para quem ainda não conhece bem essa parte da cultura japonesa.

Outro dia foi ao ar no programa da Fátima Bernardes, uma entrevista toda dedicada aos otakus, eu vi o programa pelo site da globo pois no horário que passa eu estou trabalhando, vi umas coisas bizarras e tipo, aquele cara cantando com aquela voz mais fina que de cantora Idol de J-pop foi assustador, podia ter passado o programa sem mostrar isso, o resto teve coisas engraçadas e teve coisas desnecessárias.

Oi, sou uma pessoa enrolada, por isso gosto de usar essas correntes... HAM?
Na minha época (e atualmente vai) eu ficaria super feliz com um programa de televisão que é voltado ao publico adulto, ter como tema os otakus, mas como nada é perfeito, teve um bando de "otaquinho" reclamando do programa e apontando erros e mimimis, pelo amor de Deus cambada, vão dar por meia hora e quem sabe assim vocês fiquem feliz com alguma coisa depois disso.

Eu sou completamente a favor do Crunchyroll, de comprar mangás, comprar outros produtos licenciados sempre que possível e completamente contra essa gentinha que quer transformar "ser otaku" em algo ruim e mal visto pela sociedade, eu sou otaku, não retardado mental. Se eu quisesse criar desunião entre os meus, eu começaria indo para uma igreja evangélica  não em um evento de anime que pra mim, não é lugar disso.

Coleção pequena que ficou na casa da minha mãe @_@ meu pai fez o favor de deixarem quebrar os suportes dos de TotA --'.
Vou terminar esse desabafo desejando MUITO que o tempo corrija isso, por que se não até eu vou ficar com vergonha de me denominar otaku (e olha que costumo bater no peito dizendo que sou otaku).

Essa semana devo postar as fotos do cosplay, amanhã é o dia <3. Vou me despedindo por aqui, fiquem bem leitores do kokoro do Pafa x).

matane~

2 comentários:

  1. Kra,eu sou um otaku iniciante,concordo com tudo oq vc falow menoas a parte da desunião,q vc iria pra uma igreja evangélica..mais tipo,onde eu moro(maceió-AL)não tem muitos otakus,o povo jovem até gosta de anime,porem só gosta não entende a historia sabe.é meio dificil pra mim ser um Otaku sozinho.entra em contato comigo no ask.
    http://ask.fm/derycles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tá difícil aqui rapaz, o pessoal cria grupinhos e evita conhecer outros, ae ficam taxando td hora. Quando eu comecei a ir aos eventos, a galera era MUUUUITO mais unida @_@ tbm depende do tipo de pessoas que você conhece XD Sorte ae \o

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...